Karatê Tridimensional

O que é Karatê Tridimensional? Quem elaborou esse conceito?
Quais as diretrizes que envolvem o conceito de karatê tridimensional? Porque nós associamos esse conceito com os 3 pilares do Karatê-Do?

"Bora lá...Vamos responder essas questões. Antes de falar do karatê tridimensional, vamos entender alguns conceitos que ainda não foram associados aos 3 pilares do karatê, para que faça mais sentido as explicações adiante. Esses conceitos no BUDO são citados como os 5 estados mentais, porém vou por minha visão sobre todos os conceitos, sendo que 4 deles, acredito serem mais próximos do que os karatecas possam chegar, e no conceito tridimensional, utilizaremos apenas 3. "
Cristiano
Sensei

Shoshin;
Mente de principiante

Nesse estado, o estudante (praticante, karateca, shodan, sensei) mantém a sua mente aberta e atenta para o aprendizado e busca constantemente absorver mais detalhes, técnicas, além do que já aprendeu, ou acredita dominar. Deixa-se o ego, o “eu já conheço”, “eu já sei”, e adere ao “vou praticar mais”, “vou estudar mais”, “vou me aperfeiçoar”.

• Mushin; Não Mente

  • Referem-se a esse estado como a “mente como água”. Totalmente limpa refletindo apenas o que a envolve em determinado momento. Em outros termos, seria um estado ao qual se assume o foco total em determinada tarefa que está sendo executada, não se perdendo em distrações a sua volta, esse é o conceito de refletir o que a envolve em determinado momento. Seria a ausência da atividade mental diante de um único motivo. Uma referência bem prática, seria a famosa frase citada por Bruce Lee: ” Esvazie sua mente seja amorfo sem forma como a água, se você coloca água em um copo,ela se torna um copo, se você a coloca em uma garrafa ela se torna uma garrafa, se você a coloca em uma chaleira, ela se torna uma chaleira…”  Bruce Lee, cita nessa frase o conceito de se transformar e se adaptar a situação em questão. Porém o conceito de ser água também, é poder refletir somente aquilo que necessita de total foco. Ser espelho, sem intervenção da razão.

• Fudoshin; Mente Imóvel

  • Nesse estado, o conceito de mente e espírito inabalável, refere-se a capacidade de corpo e mente, não se abalar com pensamentos (internos) ou situações externas. É a mente, se manter capaz de reagir de forma tranquila e equilibrada, frente a uma situação de stress alto.

Zanshin; Mente que permanece

  • Esse estado trata do que chamamos de “atenção marcial”. Ou seja, um estado de total atenção para todos os possíveis riscos, sejam estes antes da aplicação de uma técnica, no momento, ou depois de aplicado.

Senshin;
Espírito Purificado,
atitude iluminada

  • Esse se trata de um estado raro de ser alcançado. Um conceito ligado a uma mente que concilia a discórdia, muito ligado a mente de Buda. Um estado que transcende os demais estados.

BOM, DESSES ESTADOS NO KARATÊ, UTILIZAMOS SHOSHIN, MUSHIN, FUDOSHIN E ZANSHIN.NO CONCEITO TRIDIMENSIONAL USAREMOS MUSHIN, ZANSHIN E FUDOSHIN.​

Enfim, chegamos ao Karatê Tridimensional propriamente dito! Então vamos as perguntas

Quem elaborou esse conceito? No Brasil a referência para esse conceito surge com o Sensei Shotokan Juichi Sagara. Atualmente a sigla A.S.K.T, significa Associação Shotokan de Karatê Tridimensional.

Quais as diretrizes que envolve o karatê Tridimensional? Sensei Sagara uniu os conceitos dos estados de mente na filosofia Budoca, com os 3 pilares do Karatê, Kata, Kihon e Kumitê.

O que é Karatê Tridimensional? Porque associo esse conceito com os 3 pilares do Karatê-Do? Essas duas perguntas serão contidas em uma única resposta. Acima já introduzi a resposta desse porquê. Vou melhorar a explanação...!

O conceito de Karatê Tridimensional estruturado por sensei Sagara, cita o equilíbrio entre três elementos: sol, lua e terra, e que se referem a espírito, mente e físico.

Abaixo segue o conceito exposto pela própria A.S.K.T. :
“Espiritual”
O Karate Tridimensional através do seu treinamento, busca a elevação no nível espiritual do indivíduo, porque estamos vivendo no mundo de “ondas” (freqüência de comunicação). Através da elevação espiritual busca-se a captação de ondas positivas ou “ondas mais puras”. O treinamento do Karate Tridimensional físico busca alcançar este estado espiritual mais elevado.
“Mental”
No Karate Tridimensional através do treinamento físico busca-se captar a energia da mente que é utilizada para “produzir”, “construir” ao contrário do Karate violento que busca a destruição. Com o treinamento, o Karate Tridimensional busca na sua parte mental a tranquilidade, aperfeiçoamento pessoal e o autocontrole no seu dia a dia.
“Física”
No Karate Tridimensional, o treinamento físico busca o equilíbrio do “quadril”, perna e braço e na parte do movimento busca-se o aperfeiçoamento da técnica de saída, passagem e finalização (Kimê). Na parte de combate deve sempre existir um motivo (Shiai – Shi – Experimentar, Ai – Unificação), não podemos chamar de adversário ou inimigo e sim de parceiro. Com isto tem-se como objetivo a elevação da parte técnica geral do indivíduo (Resistência, Força, Agilidade, etc.).

Sensei Sagara alia os 3 pilares do karatê em seu conceito bem como os estados de espírito do Budo da seguinte forma:

Segundo sensei Hélio Arakaki em seu livro "Sensei - Uma jornada espiritual", sensei Sagara, não deixou nada registrado, deixando alguns pontos de dúvidas no conceito. Ele mesmo cita um ajuste em seu ponto de vista, relacionada a organização acima. Porém estou colocando a minha visão em relação ao exposto, e deixo aos interessados a leitura do livro, para entender melhor esses ajustes.

No Kihon, atrela-se um estado de espírito junto ao Mushin(Não mente). A execução sistemática e persistente das diversas técnicas, se fundem ao físico de modo que a mente não é necessária para a execução. Seria o alcance de uma memória corporal que reflete instantaneamente uma técnica de acordo com uma ação.

O Kata, é aliado a mente e ao estado Fudoshin (Mente imóvel, inabalável). Em meu ponto de vista, a assimilação do kata e suas técnicas de forma natural (por meio do kihon), torna a mente do praticante, tranquila, corajosa e confiante, para em caso de uma reação engatilhada pelo estado de Zanshin, ser facilmente contornada e refletida pelo estado de Mushin.

No Kumitê, aliado ao físico e ao estado de Zanshin, penso que na práticas das técnicas livres, desenvolve-se a "atenção marcial" por todo o físico, ativando o Fudoshin para resposta efetiva e o Mushin para contornar a situação e finalizá-la eficazmente.

O KARATÊ-DO TRADICIONAL NA ACADEMIA FUDOSHIN

O Karate-Do Tradicional é uma arte marcial originada a partir das técnicas de defesa pessoal sem armas de Okinawa, e tem como base a filosofia do Budo japonês.

Os objetivos do Karate-Do Tradicional aliado a o tridimensional são definidos pela filosofia do Budo, que se traduz na busca constante pelo aperfeiçoamento pessoal, sempre contribuindo para a harmonização do meio onde se está inserido. Através de muita dedicação ao trabalho, treinamento rigoroso e vida disciplinada, o praticante de Karate-Do Tradicional caminha em direção dessas metas, formando seu caráter, aprimorando sua personalidade.

Nesse sentido, pode-se afirmar que o Karate-Do Tradicional contribui para a formação integral do ser humano, não podendo, portanto, ser confundido com uma prática puramente esportiva. “Tradição é um conjunto de valores sociais que passam de geração à geração, de pai para filho, de mestre para discípulo, e que está relacionado diretamente com o crescimento, maturidade, com o indivíduo universal.”

Cada pessoa pode ter objetivos diferentes ao optar pela prática do Karate-Do Tradicional, objetivos estes que devem ser respeitados. Cada um deverá ter a oportunidade de atingir suas metas, sejam elas tornar-se forte e saudável, obter autoconfiança e equilíbrio interior ou mesmo dominar técnicas de defesa pessoal. Autocontrole, integridade e humildade resultarão do correto aproveitamento dos impulsos agressivos existentes em todos nós.

A famosa expressão do mestre Gichin Funakoshi – “Karate Ni Sente Nashi” – define claramente o propósito anti-violência do Karate-Do Tradicional: “No Karate não existe atitude ofensiva”.

“Se o adversário é inferior a ti, então por que brigar? Se o adversário é superior a ti, então por que brigar? Se o adversário é igual a ti, compreenderá o que tu compreendes… então não haverá luta.

“Honra não é orgulho, é consciência real do que se possui.”

Karate-Do Tradicional também pode ser visto como uma ótima ferramenta de manutenção da saúde, uma vez que suas técnicas contribuem para a formação de hábitos saudáveis como os cuidados com a postura, a respiração com o diafragma e a meditação Zen. Entende-se como saúde não só o estado de “ausência de doenças”, mas também o bem-estar físico, mental e espiritual do ser humano.

Como defesa pessoal, o Karate-Do Tradicional mostra eficiência e eficácia em suas técnicas, possibilitando ao lutador defender-se de qualquer tipo inimigo. No entanto, mais que um simples conjunto de técnicas, o Karate-Do Tradicional ensina ao seu praticante algo muito além do confronto físico, que é a intuição e o discernimento perante uma situação de perigo, permitindo ao lutador captar a intenção do adversário, avaliar a situação e tomar uma atitude correta e consciente.

O verdadeiro valor do Karate não está em sobrepujar os outros pela força física. Nesta arte marcial não existe agressão, mas sim nobreza de espírito, domínio da agressividade, modéstia e perseverança. E, quando for necessário, fazer a coragem de enfrentar milhões de adversários vibrar no seu interior. É este o espírito dos samurais.

RSS
Follow by Email
Facebook
Facebook
YOUTUBE
Instagram